quinta-feira, 7 de julho de 2011

A Educação-Içami Tiba

meninas admirando align paisagem


A Educação

Palestra ministrada pelo médico psiquiatra Dr. Içami Tiba, em Curitiba, 23/07/08.

A educação não pode ser delegada à escola. 
Aluno é transitório. Filho é para sempre.

O quarto não é lugar para fazer criança cumprir castigo. 
Não se pode castigar com internet, som, tv, etc...

Cair na conversa do filho é criar um marginal. 
Filho não pode dar palpite em coisa de adulto.

É preciso confrontar o que o filho conta com a verdade real. 
Se falar que professor o xingou, tem que ir até a escola e ouvir o outro lado, além das testemunhas.

A autoridade deve ser compartilhada entre os pais. 
Ambos devem mandar. Não podem sucumbir aos desejos da criança.

Criança não quer comer? A mãe não pode alimentá-la. A criança deve aguardar até a próxima refeição que a família fará.
A criança não pode alterar as regras da casa. 

A mãe NÃO PODE interferir nas regras ditadas pelo pai 
(e nas punições também) e vice-versa.
Se o pai determinar que não haverá um passeio, a mãe não pode interferir. Tem que respeitar sob pena de criar um delinquente.

Em casa que tem comida, criança não morre de fome . Se ela quiser comer, saberá a hora. E é o adulto quem tem que dizer QUAL É A HORA de se comer e o que comer.

A criança deve ser capaz de explicar aos pais a matéria que estudou e na qual será testada. Não pode simplesmente repetir, decorado. 
Tem que entender.

A mãe é incompetente para 'abandonar' o filho. Se soubesse fazê-lo, o filho a respeitaria. 
Como sabe que a mãe está sempre ali, não a respeita.

Se o pai ficar nervoso porque o filho aprontou alguma coisa, não deve alterar a voz. Deve dizer que está nervoso e, por isso, não quer discussão até ficar calmo.
A calmaria, deve o pai dizer, virá em 2, 3, 4 dias. Enquanto isso, o videogame, as saídas, a balada, ficarão suspensas, até ele se acalmar e aplicar o devido castigo.

Se o filho não aprendeu ganhando, tem que aprender perdendo.
Não pode prometer presente pelo sucesso que é sua obrigação. Tirar nota boa é obrigação. Passar no vestibular é obrigação. Se ganhou o carro após o vestibular, ele o perderá se for mal na faculdade.

Quem educa filho é pai e mãe. Avós não podem interferir na educação do neto, de maneira alguma. Jamais. Não é cabível palpite. Nunca.

Dinheiro 'a rodo' para o filho é prejudicial. Mesmo que os pais o tenham, precisam controlar e ensinar a gastar.
 
Os pais que levam o filho à Igreja, não vão buscá-lo na cadeia !!!...

* Hoje fui à reunião de pais do meu filho de 7 anos, onde assisti a um vídeo com essas mensagens de Içami Itiba, e quis compartilhá-la com vocês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário! Volte sempre!