quinta-feira, 21 de julho de 2011

Valor devido às coisas

 

Com a correria do dia-a-dia, acabamos deixando de lado coisas muito importantes, porém as mais simples da vida que nos fazem sorrir, sonhar, acreditar e conquistar.


A vida profissional acaba ocupando um lugar que não é o ideal, o de maior importância, principalmente na vida das mulheres.

Eu já caí nessa armadilha e espero que isso nunca mais aconteça comigo: vou procurar me policiar todos os dias.

Esquecemos da oração: diálogo com Deus em primeiro lugar, para que Ele esteja à frente de todas as nossas lutas do dia e para agradecer as que já vencemos;
esquecemos de brincar com nossos filhos, sorrir, ensinar e aprender com eles;
esquecemos de dar amor e assim receber amor de quem consideramos tão importantes.

Coisas que parecem ser simples e fáceis de serem praticadas, mas que, pouco a pouco vão sendo deixadas de lado, pela "falta de tempo".
Com isso, acabam acontecendo os problemas de relacionamento: cobranças, separações, filhos revoltados e sem limites, entre outras coisas.

Hoje encontrei as 10 dicas de ouro da Super Nanny, achei super importante e interessante e cá estou a dividir com vocês:

1. Os pais são a autoridade da casa


Quem manda na sua casa? A resposta certa, segundo Cris Poli, a Super Nanny, deve ser: "os pais". E você precisa assumir a autoridade da educaçãoo dos seus filhos. Deve saber o que é melhor para ele e impor isso. Não deixe que os pequenos lhe dominem

2. Não tenha medo dos seus filhos


As crianças podem gritar, chorar, espernear, atirar objetos. Mas você não deve se assustar diante dessas atitudes e recuar. Se tomou uma decisão, continue firme nela. A cada passo que você recua, ele ganha um ponto na autoridade. Se não fizer isto, quando perceber, vai ser seu filho quem mandará na casa

3. Pais são responsáveis pela educação dos filhos


Não é a escola ou a babá ou a igreja que vai cuidar da formação dos seus filhos. Hoje os pais, por trabalharem fora, acham que podem terceirizar essa obrigação. Mas estão errados! Ninguém, além de você, tem a obrigação e o poder de formar o caráter do seu filho. Se ele andou aprontando, não adianta mudar de escola. Você é que tem de ensinar a ele o que e certo e errado

4. Fale não para os filhos


Vivemos em uma sociedade com limites. E se você não ensinar isso para o seu filho desde pequeno, ele com certeza terá problemas para conviver com os amigos, professores e até familiares. Diga "não" a ele, por mais que ele chore, insista ou tente lhe chantagear. Afinal, ele vai ouvir muito "não" na vida e é bom já crescer acostumado

6. Brinque com seus filhos


Invista uma parte do seu tempo para brincar com as crianças. Brincar não é perder tempo, mas sim um momento precioso para conhecer e educar seus filhos. Perder, dividir, esperar são algumas das coisas que você vai poder ensinar a eles enquanto conquista sua confiança e amizade

7. Escute o que os filhos têm a dizer


Seus filhos são de uma nova geração e muita coisa mudou. Por isso é bom escutar o que eles têm a dizer. Ouça os argumentos das crianças e tente ser flexível, entender o lado delas. Isso ajuda a criar o diálogo e construir uma relação de confiança entre pais e filhos. Mas saiba sempre que a posição final é sua e se discorda do ponto de vista dos filhos, pode e deve impor sua palavra

8. Use apenas a força da voz


Nada de bater nos filhos! Isso não educa - assusta! Aprenda a falar com força para se impor aos seus filhos. Você pode colocá-los de castigo, sim, mas não pode machucar. Mandar para o quarto, tirar algo que ele gosta de fazer, tudo bem! Punir não é errado mas, agredir, sim.

9. Não sobrecarregue as crianças


Tudo bem que os pequenos devem começar a se preparar desde cedo para o mercado de trabalho. Mas eles não precisam ficar estressados ainda na infância. Não exagere na quantidade de cursos e atividades em que matricula seus filhos, lembre-se que brincar é também muito importante para o desenvolvimento deles

10. Dê pequenas responsabilidades aos filhos


Par ver seu filho feliz, você não precisa poupá-lo de todos os esforços e dar tudo o que ele quiser. Ensine-o a ter um pouco de autonomia e responsabilidade desde pequeno, para entender que precisa batalhar para conquistar algo. Faça com que ele guarde os brinquedos e as roupas. E a partir dos 6 anos, dê uma pequena mesada. Assim, ele vai aprender a dar valor para as coisas


Fonte: http://mdemulher.abril.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário! Volte sempre!