terça-feira, 27 de setembro de 2011

E agora?! O que eu faço no meu cabelo?


Hidratação, Nutrição, Reconstrução, Cauterização...

Afinal, do que o meu cabelo precisa?

Acredito que você já se pegou muitas vezes perdida  fazendo essa pergunta.
São incontáveis os números de marcas e tipos de tratamentos para os cabelos disponíveis no mercado, mas a realidade é que, se você não souber adequar  um produto à necessidade do seu cabelo, você vai acabar se decepcionando com o resultado.
Pois bem, vou tentar explicar da forma mais simples cada tipo de tratamento e para que serve ok?



Hidratação: Nunca é demais, principalmente para cabelos naturalmente secos. Esse tipo de tratamento repõe água nos fios, o que confere brilho e maciez. A maioria dos cremes de hidratação existentes hoje no mercado contêm agentes de nutrição em sua fórmula.

Nutrição: É o que “alimenta” os cabelos, ou seja, quando nos alimentamos adquirimos força e saúde ok? Com os cabelos não é diferente, e eles precisam de vitaminas encontradas em vários agentes como: lanolina, abacate, babosa (aloe vera), óleo de frutas, vitaminas A,E,C entre outras,  mel, D-Panthenol  (vitamina B), etc.

Todos esses componentes encontrados nas fórmulas dos cremes de tratamento conferem a nutrição dos fios promovendo força, saúde e brilho. Um cabelo forte, brilha.

Reconstrução: Os produtos formulados para  esse tipo de tratamento possuem em sua fórmula, a queratina, que é a principal proteína dos cabelos.

No dia a dia, por causa do vento, poluição, escovação, etc, já perdemos parte dessa proteína naturalmente.

Cabelos que passaram por transformação como tintura, alisamento, relaxamento, e químicas em geral, ficam mais frágeis ainda, necessitando da reposição de queratina obtida através da reconstrução.

É possível fazer um programa de tratamento capilar em casa, e recuperar a saúde dos fios, mas devo ressaltar que os tratamentos profissionais tem o seu diferencial.

Cauterização:  Assim como a reconstrução, o objetivo da cauterização dos fios, é a reposição de queratina, porém de forma mais profunda  através do selamento das cutículas, de maneira que o tratamento permaneça no interior dos fios por mais tempo. A queratina faz com que o cabelo fique forte e brilhante.

É importante ressaltar!
  •   Um cabelo extremamente danificado não deve ser submetido à cauterização, pois o resultado será o inverso, ou seja, cabelos quebradiços.
  •   Cabelos muito danificados devem passar antes por processos de hidratação, nutrição e reconstrução.
  •   Excesso de queratina prejudica os fios, tornando-os quebradiços, portanto, não exagere!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário! Volte sempre!