segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Sta Maria-RS- Meus sentimentos

A morte deixa, aos que ficaram, a dor mais insuportável e cruel que humanamente é possível sentir...
Ela vem repentinamente, ninguém pode fazer nada, absolutamente nada para mudar a condição que ela deixa, nos pega de surpresa, na maioria das vezes, e nos deixa com o coração destruído.
Eu já perdi meu amado pai, assim, de repente...
E o que guardo dele nos últimos momentos em que o vi, foi seu olhar, maravilhosamente bondoso, cheio de amor, cheio de Deus, que me observava fixamente, como se quisesse dizer algo, mas não disse.

Deixei-o em casa dormindo numa quarta-feira de manhã e fui junto com minha mãe para a igreja, como de costume.
Lá recebi, a notícia...não era mais possível fazer nada, ele partiu, e nunca pude vê-lo ou beijá-lo, muito menos dizer até breve...

As correrias, festas, as alegrias do dia-a-dia, os sorrisos que damos inúmeras vezes, nos fazem esquecer dela, da morte...não nos preocupamos com ela...Sim, sabemos que ela existe, mas não queremos tocar no assunto! É desagradável demais.
Mas, ela nos pega desprevinidamente e nos faz lembrar, da pior maneira, o quanto somos frágeis, pequenos, sensíveis, nada.

Existe vida eterna, mas não essa que vivemos, mas a descrita nas Sagradas Escrituras, prometida pelo Senhor Jesus. E por almejar essa vida, a eterna, é que devemos viver essa, atual, como se fosse o último dia, vigiando o que temos vivido, o que temos feito, para podermos nos encontrar com o Pai Celestial PARA SEMPRE.





"E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga.
Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?"
Lucas 12:19-20



Que Deus, seja o socorro bem presente de todos os familiares, amigos e dos que escaparam com vida dessa tragédia, porém estão traumatizados e feridos na alma...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário! Volte sempre!